bootstrap navbar

LOJA

Conheça nossos livros

1947: um verso a mais

Regina Célia de Almeida Scheiner (Catita)

Saudades e amores perdidos durante a vida, amores que se esperam com uma taça de vinho ao toque melancólico de sua flauta de Bambu: assim é que Catita nos leva ao seu universo, e sem mais pretensões convida o leitor, de mãos dadas, a caminhar junto por entre estradas de chão batido.

Páginas que não li

A J Marchi

O drama de um desafortunado casal, ambientado em um lugar hostil e cheio de privações, rumo aos limites extremos das provações humanas.

CONTATO